Um encontro entre dança e artes plásticas te espera no próximo episódio da série “Diálogos”, do Inhotim, que entra no ar neste sábado (17), nas redes sociais do Instituto. A série exibe conversas entre artistas, especialistas e curadores do mundo da arte e da botânica. Desta vez, o papo é entre Antonio Grassi, ator e diretor-presidente do Inhotim, e Lia Rodrigues, coreógrafa e diretora da Lia Rodrigues Companhia de Danças, artista renomada no Brasil e no exterior.

Aliás, o tema do diálogo é a longa parceria de Lia com Tunga, um artista que tem presença central no Inhotim: Deleite (1999), de sua autoria, foi a primeira obra do Instituto, instalada no ano 2000. True Rouge (1997) ocupou uma das primeiras galerias, de 2002. Dez anos depois, Inhotim inaugurou o maior pavilhão do Instituto, a Galeria Psicoativa, com 2.200 metros quadrados. Além disso, em 2016, houve nova performance na galeria True Rouge, em comemoração aos 10 anos do Inhotim, com coreografia de Lia Rodrigues.

Direto de Amsterdã, Lia conta como seu trabalho de coreógrafa encontrou a produção artística e as performances da obra de Tunga. Também contribuíram com perguntas à Lia neste episódio, o cantor e compositor Arnaldo Antunes, que, junto com Carlinhos Brown, fez o mantra-rock “Tereza”, que faz parte do conjunto de obras da Psicoativa; e a curadora Luisa Duarte, organizadora da exposição “Tunga, o rigor da distração” (2018), no Museu de Arte do Rio de Janeiro.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here