Dente por Dente gira em torno de Ademar (Juliano Cazarré), sócio de uma empresa de segurança particular que presta serviço para uma grande construtora de São Paulo. Quando seu sócio Teixeira (Paulo Tiefenthaler) desaparece, Ademar começa uma investigação, junto com Joana (Paolla Oliveira), mulher de Teixeira.

Com, certamente, o clima de forte suspense do início ao fim, Dente por Dente traz uma boa perspectiva ao cinema de gênero em uma produção requintada e repleta de ganchos narrativos. Aqui encontramos um cinema de ação à moda antiga, com referencias cinematográficas, como Drive, O Segredo dos Seus Olhos e O Lobo Atrás da Porta criando, surpreendentemente, um um thriller urbano.

Os diretores Júlio Taubkin e Pedro Arantes contam com um ótimo elenco, que investe numa história em moldes hollywoodianos, incluindo cenas de ação, luta e momentos de terror envolvendo efeitos especiais. Aliás, as escolhas de enquadramento e da arquitetura de São Paulo, fazem contraste com a trama. Além disso,  o filme é uma crítica clara, bem delineada, porém fictícia.

 O roteiro de Arthur Warren traz aspectos sobrenaturais a uma trama de gato e rato, com personagens que parecem perigosos transitando no entorno do protagonista. Além disso, o titulo do filme diz muito sobre ele e sua trama. A expressão que traz a ideia de vingança é bem representada pela metáfora do objeto, que tem tamanha importância para identificação de corpos na pericia. Os dentes aparecem com uma teatralidade importante no filme.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here