Um grande encontro vai reunir nomes nacionais e internacionais da dança contemporânea na 1ª Mostra e Seminário A Arte da Coreografia. De 17 a 20 de junho, coreógrafos realizam palestras, bate-papos e exibem espetáculos, tudo online e gratuito. A abertura reúne três referências e inspiração para bailarinos do mundo todo: Rodrigo Pederneiras, Mário Nascimento e Rui Moreira. A transmissão será feita pelo canal do YouTube do Núcleo de Criação Rosa Antuña.

Aliás, a coreógrafa e bailarina Rosa Antuña, realizadora da mostra, afirma que o seminário online é um desafio que vai proporcionar para o público a possibilidade de ter contato com artistas de diversas partes do Brasil e do mundo. São convidados que estarão em Belo Horizonte, Manaus, São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Alemanha. O objetivo é provocar reflexões sobre o processo coreográfico e os caminhos da dança no Brasil.

Com a pandemia as criações tiveram que migrar para o modo remoto. Muitas criações foram interrompidas, outras transformadas, outras começaram a nascer já dentro das plataformas digitais.

A 1ª Mostra e Seminário A Arte da Coreografia é dirigido para toda a comunidade da dança contemporânea e afins. Estudantes, profissionais, professores, coreógrafos, bailarinos, pesquisadores e amantes da dança vão poder trocar experiências com nomes consagrados e jovens coreógrafos.

Durante os encontros, os criadores podem inspirar, apontar caminhos e alertar para dificuldades. Ainda será trazida a reflexão de como esses criadores do palco pensam a coreografia nas telas, no modo remoto em que vivemos agora devido à pandemia.

Os participantes vão poder saber como são os processos de criação, qual é o entendimento sobre coreografia que os coreógrafos têm. E o melhor de tudo é ver e ouvir esses coreógrafos conversando entre si. São artistas com uma trajetória consolidada na dança que admiramos e respeitamos.

“No Brasil, quem quer ser coreógrafo, acaba sendo um autodidata. Por isso é importante promover um seminário com este tema. A importância de se debater sobre coreografia é possibilitar encontros entre artistas que têm no seu labor a arte de coreografar”, diz Rosa Antuña.

A curadoria buscou coreógrafas e coreógrafos com carreiras contínuas e consistentes, artistas reconhecidos pelos pares e pela crítica. Mas também, foram convidados alguns coreógrafos mais jovens, ainda não tão conhecidos, mas que possuem relevância em sua atuação na área.

A Mostra reúne nomes de peso como os coreógrafos Sônia Mota, Esther Weitzmann e Sandro Borelli que têm uma trajetória consolidada e criadores mais jovens e reconhecidos na dança como Luciana Paludo, Wagner Moreira e Alex Soares.

Rosa Antuña conta que muitas vezes a posição do coreógrafo é muito solitária em suas angústias criativas, na cobrança, nas exigências e expectativas criadas sobre seus trabalhos. “Poder compartilhar isso é algo enriquecedor”. afirma Rosa.

O seminário será feito em quatro dias, com bate-papo no primeiro dia; exibição de espetáculo seguida de uma palestra no segundo dia; e no sábado e domingo, a mostra traz exibição de espetáculo, uma palestra e um bate-papo. As conversas sempre serão feitas com três coreógrafos(as) mediadas por Rosa Antuña.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here