A Biblioteca Estação Leitura, que oferece empréstimo gratuito de livros na estação Central do MetrôRio, promove uma nova edição do “Encontro com Territórios” nos dias 12 e 19 de junho. Desta vez, o evento será em formato de live, com transmissão na página oficial do projeto no Facebook, sempre às 16 horas. Aliás, além da programação de conversas, a iniciativa será marcada pelo lançamento da Biblioteca Digital Macunaíma.

Inspirada no clássico de Mário de Andrade, a nova plataforma virtual disponibilizará gratuitamente aos leitores um acervo digital com livros e autores diversificados. O projeto foi idealizado pelo Instituto Oldemburg de Desenvolvimento, que também é o criador da Biblioteca Estação Leitura. As obras poderão ser acessadas pelo site,  http://biblioteca.institutooldemburg.com.br.

“Apresentar de forma atrativa e contemporânea as obras de domínio público tem a função de aproximar os clássicos da literatura brasileira e estrangeira do público que ainda não teve a oportunidade de apreciá-las. Nossa intenção com esta curadoria é estimular a leitura de títulos que, com certeza, têm enorme importância no aprimoramento cultural dos leitores”, afirma a idealizadora da Biblioteca Macunaíma, Cristina Oldemburg.

Além do lançamento da biblioteca virtual, o “Encontro com Territórios”, mediado pelo jornalista Claufe Rodrigues, receberá três convidados, sendo um a cada dia, para conversar sobre autores de clássicos da literatura brasileira, cujas obras também fazem parte do acervo de Macunaíma. No dia 05 de junho, o professor e doutor Leandro Garcia falará sobre o clássico “Um mundo de cartaz”, de Mário de Andrade.

No dia 12, será a vez da doutora em Letras, Anabelle Loivos, debater o livro “Euclides da Cunha: presente e plural”. Já no dia 19, a historiadora Mary Del Priore abordará questões sobre mulheres letradas da nossa história e que estão presentes no acervo da Biblioteca Macunaíma, como Auta de Souza, uma poetisa da segunda geração romântica; Maria Firmina, professora, musicista, escritora maranhense e romântica do século XIX e criadora da primeira escola mista do Brasil; e Nísia Floresta, uma educadora, escritora e poetisa brasileira.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here