A cerimônia de abertura terá condução da jornalista Flávia Guerra.

Com um total de 200 filmes, representando 39 países, a 32ª edição do Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo – Curta Kinoforum acontece de 19 a 29 de agosto, de forma on-line e gratuita, disponível em todo o território brasileiro.

O evento, que é considerado um dos maiores e mais tradicionais festivais dedicados ao formato do curta-metragem no mundo, pode ser acessado no site www.kinoforum.org. Aliás, a produção brasileira está representada por um total de 116 títulos.

Além disso, exibições especiais marcam os 20 Anos de Oficinas Kinoforum de Realização Audiovisual, com apresentação do o filme Sobre Olhares – Oficinas Kinoforum, os 40 anos da morte do cineasta Glauber Rocha, com o polêmico curta Di Cavalcanti Di Glauber (1976), e o centenário de nascimento do realizador francês Chris Marker, através da programação do seminal La Jetée (1962). Aliás, a influência deste último em curtas-metragens brasileiros merece um programa que inclui Vinil Verde, de Kleber Mendonça Filho, e Juvenília, de Paulo Sacramento.

Um programa presta homenagem à montadora e professora Vânia Debs, falecida no último mês de junho. Serão exibidos curtas clássicos em que a profissional atuou.

A representação latino-americana soma 19 filmes, produzidos em nove países da região. Além disso, os programas especiais jogam luz sobre a cultura indígena, com uma mostra dedicada ao festival Amotara, dedicado a mulheres cineastas, e a sessão Música e Modo de Viver dos Guaranis.

A produção feita por jovens cineastas das periferias merece espaço nos programas Diálogos: André Novais Oliveira e Lincoln Péricles, Cine Social Club e Kinolab Tela Digital – Destaques. Completam a programação a Mostra Limite, dedicada à experimentação e reinvenção, a Mostra Nocturno, com filmes fantásticos e de horror, Mostra Infantojuvenil, focada no público dessas faixas etárias, e os programas especiais Christian Petzold e a Escola de Berlim e Experimenta: Duo Strangloscope.

Uma série de 12 encontros discutem temas como o cinema das mulheres indígenas, o filme de curta duração nas plataformas de streaming, o cinema realizado nas periferias brasileiras e a produções de cursos audiovisuais durante a pandemia da Covid-19. Participam das mesas nomes como os cineastas Graciela Guarani, Paulo Caldas e Kleber Mendonça Filho, o compositor Livio Tragtenberg, o filósofo Pablo Ortellado e Bernard Payen, da Cinemateca Francesa.

O Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo – Curta Kinoforum realiza também uma oficina de crítica cinematográfica e uma gincana audiovisual com escolas e cursos superiores. Parte dos filmes programados ficam disponíveis com recursos de acessibilidade de 19 a 25/08 no site www.kinoforum.org.

As exibições e encontros ficam abrigados nas plataformas digitais parceiras Innsaei.TV, Cardume, Spcine Play e Sesc Digital. A cerimônia de abertura acontece na quinta-feira, 19/08, às 20h, com condução da jornalista Flávia Guerra.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here