Hugh Hefner é, certamente, conhecido por ter sido um sujeito mulherengo, extremamente rico e do ponto de vista de muita gente, até mesmo devasso e pervertido. Porém, o que muitas não sabem é como a história do seu império aconteceu.

Lançado e produzido pela Amazon, “American Playboy: A História de Hugh Hefner”  mistura, surpreendentemente, imagens e vídeos de arquivos, além de entrevistas e ficção. Além disso, para contar sobre vida de Hefner e sua maior criação, a série acaba se revelando mais interessante do que se aparenta de início. Aliás, nas reconstituições, o ator Matt Whelan dá vida a Hefner, em ótima atuação.

Além de contar a história da revista Playboy, a série fala do American Dream, do life style que a Playboy criou, além da Era da Publicidade, além de vários pontos importantes da história americana que tiveram ligações diretas com a revista, inclusive, a ascensão do Feminismo.

A criação da Playboy aconteceu na década de 50, em Chicago, num período onde mercado editorial americano apresentava-se extremamente conservador. Desde o primeiro episódio, a série mostra a relação familiar de Hugh Hefner e como ela foi afetada pela ambição dele.

 “American Playboy: A História de Hugh Hefner”  conta curiosidades como o problemas com o nome da revista, a criação da logomarca, como a equipe foi montada, além de como surgiu a primeira capa com Marilyn Monroe.

Do divórcio a criação da mansão ,a fantasia coelhinhas , “American Playboy: A História de Hugh Hefner” conta que Hefner chegou a ser comparado com Walt Disney e seu império. A fascinante história do carismático fundador da revista Playboy, teve, de fato, impacto na cultura global, por sua perspectiva única.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here