Mate ou Morra
BL14_0017.ARW

 Com 77% de aprovação da audiência no Rotten Tomatoes, Mate ou Morra tem sido largamente elogiado pela crítica internacional. Extremamente divertido e com uma estética de filmes de ação, o diretor Joe Carnahan leva as telas suas inspirações em grandes clássicos do cinema, cheio de referencias. Além disso, o filme bebe da fonte de Feitiço do Tempo

Conhecido por estar em grandes sucessos de bilheteria, como Capitão América e a franquia Uma Noite de Crime, Frank Grillo agora dará vida ao ex-agente das forças especiais Roy Pulver em Mate ou Morra misturando ação, comédia e ficção científica. O filme ainda traz o universo dos videogames, numa trama em looping. Sim, aquela velha história de reviver o dia de sua morte inúmeras vezes. Aliás, não tente achar lógica, o filme é apenas, entretenimento.

Ao contrário de Efeito Borboleta, Joe Carnahan traz um tom cínico ao enredo que, certamente, agradará, fãs do gênero de filmes de ação.

Em Mate ou Morra, Roy Pulver (Frank Grillo), é um ex-agente das forças especiais que é perseguido por assassinos e, não importa o que tenta fazer, sempre acaba morrendo no final. Enquanto desenvolve uma teoria do que pode estar acontecendo, Roy percebe que sua família também corre perigo e luta para descobrir uma forma de quebrar esse ciclo mortal e chegar ao fim do dia com vida. Aliás, Frank Grillo contracena com Rio Grillo, seu próprio filho.

Mate ou Morra traz ainda lições sobre a possibilidade de refazer as coisas e corrigir os erros do passado. Se você tivesse a oportunidade de voltar no tempo e reviver partes da sua vida, corrigir erros que cometeu, o que você faria?

Financiado de forma independente em 2017, o longa recebeu sinal verde da extinta 20th Century Fox em 2012, inclusive, chegou a mudar de título (se chamava Continue).

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here