Chopin ou o Tormento do Ideal
Foto: Juliana Alabarse

Montagem consagrada a Chopin, que associa música, texto e poesia “Chopin ou o Tormento do Ideal”, com Nathalia Timberg e Clara Sverner, faz sessão especial dia 16 de dezembro, quinta-feira, às 21, no Teatro Sérgio Cardoso. Com ingressos gratuitos, a apresentação será gravada e transmitida dia 19 de dezembro, domingo, às 21h30 pela plataforma #Culturaemcasa.

Aliás, a apresentação no Teatro Sérgio Cardoso de “Chopin ou o Tormento do Ideal” marca a volta aos palcos da atriz Nathalia Timberg e da pianista Clara Sverner, após o período de isolamento social.

Partindo de recortes textuais da vida de Chopin, cartas de George Sand entrelaçadas com declarações e poemas de Musset, Liszt, Baudelaire, Gérard de Nerval e Saint-Pol-Roux, o espetáculo ilumina, neste encontro de música e palavras, vinte anos da vida e da obra do compositor, criando uma possível subjetividade acerca de sua biografia com a objetividade e a poética do seu contexto histórico.

“Chopin ou o Tormento do Ideal” marca os acontecimentos e apresentam uma personagem dividida entre um cotidiano vivido, às vezes, dolorosamente e um ideal inatingível.

A montagem original teve sua estreia nos primeiros meses do ano de 1987, no Théâtre de la Gaîté-Montparnasse, em Paris. O pianista Erik Berchot, vencedor do prêmio Frédéric Chopin de Varsóvia (1980), uniu seus talentos aos do ator e autor Philippe Etesse para compor o espetáculo.

Para a pianista Clara Sverner, “Chopin ou o Tormento do Ideal” é na verdade, um recital camerístico, de força e delicadeza que reúne teatro e música. “Tecemos no palco, entre textos e música uma união de rara sensibilidade”, conta ela.

“Trata-se de um concerto da palavra”, define Nathalia, que volta a experimentar o prazer de unir teatro e música clássica.

“Se lá o enredo traçava o paralelo entre a história de uma musicóloga que luta contra a esclerose e o genial autor que enfrenta a surdez, aqui são iluminados 20 anos da vida e obra de Chopin a partir de cartas e declarações de seu grande amor”, conta Nathalia que, pela primeira vez em sua carreira, interpreta um personagem masculino.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here