A terceira parte da segunda franquia do Mundo Mágico de J. K. Rowling, Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore , enfim, chega aos cinemas! Após as declarações transfóbicas da autora dos livros, além  da polêmica envolvendo as acusações de assédio a Johnny Depp, o filme parece ter sobrevivido bem.

Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore certamente supera o episódio anterior, o que, aliás, não é muito difícil, vamos combinar, né. O novo longa explica melhor algumas situações que estavam nebulosas, mas perde pontos pelo ritmo arrastado e cenas de ação pouco empolgantes. Falta magica à magia!  O terceiro capítulo continua expandindo o universo, mas se perde no caminho, mesmo sendo outra aventura muito amável, com ótimo design de produção e efeitos visuais.

Animais Fantásticos: Os Segredos de DumbledorePara os corações brasileiros,  Maria Fernanda Cândido brilha em cena em um papel importante para a trama, porém com poucas falas. Assim como Rodrigo Santoro, quando adentrou Hollywood em As Panteras Detonando (2003), muita gente irá falar, mas nada que ofusque o brilho e o talento da atriz que tem tudo para fazer sucesso em águas mundiais.

 Mads Mikkelsen, certamente, entrega um Grindelwald bem mais interessante e maquiavélico do que o Johnny Depp. Com charme e uma certa psicopatia, Grindelwald, enfim, ganha vidac como merece.  Além disso, Dan Folger é, certamente, o alivio cômico do filme, o ator diverte (e muito) como Jacob Kowalski.

Para quem curte a franquia, Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore talvez deixe a desejar pela falta de magia, o que mais encanta os fãs.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here