A SESSÃO VITRINE chega a sua 8ª edição apresentando longas inéditos em circuito a partir de 28 de abril. Inovador, o projeto de distribuição coletiva leva a salas de cinema um recorte descentralizado e atual da produção audiovisual independente. A cada mês, uma nova obra é lançada em salas de cinema.

Desde seu lançamento, em 2011, a SESSÃO VITRINE já alcançou mais de 250 mil espectadores em todo o país, além de lançar filmes que se tornaram clássicos modernos da nossa filmografia. Para a edição deste ano, foram selecionados cinco longas: “Como Matar A Besta”, coprodução entre Brasil e Argentina, dirigida por Agustina San Martín; “Seguindo Todos os Protocolos”, de Fábio Leal; “Tantas Almas”, de Nicolás Rincón Gille, coproduzida entre Colômbia, Brasil, França e Bélgica; “Virar Mar”, de Philipp Hartmann e Danilo de Carvalho; e “A Morte Habita à Noite”, de Eduardo Morotó.

“A SESSÃO VITRINE 2022 vai trazer longas-metragens que foram destaque em grandes festivais do Brasil e do mundo, como os de Toronto, de Rotterdam, Torino, Tiradentes, Cine Ceará e Festival do Rio. São diferentes olhares de cinema que apontam para o potencial plural que nossa arte tem, além de um diálogo com outras cinematografias através de coproduções com Argentina, Alemanha e Colômbia”, conta Felipe Lopes, sócio da Vitrine Filmes.

Os filmes falam de gênero, sexualidade, pandemia, amor, morte, água. É o cinema como potência para gerar debates em nossa sociedade. Além disso, a nova edição da SESSÃO VITRINE tem grandes talentos na direção como Agustina San Martin, já premiada em Cannes, os pernambucanos Eduardo Morotó e Fábio Leal, e também atrizes e atores brasileiros de grande talento como Mariana Nunes e João Miguel.

“Essa edição da SESSÃO VITRINE é um marco de resistência na luta pela difusão do cinema brasileiro independente. Estamos sem editais federais que olhem para a distribuição dessas obras e, com o apoio do PROAC-SP, conseguimos dar continuidade ao projeto e seguimos na busca de mais apoio para a formação de público.”, conclui Felipe Lopes.

Aliás, uma das marcas da SESSÃO VITRINE é ampliar a experiência do cinema para além da exibição, incluindo pré-estreias e debates com diretores, elenco e equipe. E nesse ano, a novidade é o Podcast Vitrine, no qual um debate sobre cada uma das obras e mediado por convidados de destaque no cinema serão disponibilizados nas plataformas digitais.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here