“A jornada de um herói”
Foto: Danilo Sergio

Denúncia contra o racismo e as desigualdades entram em cena no espetáculo “A jornada de um herói”. Peça tem o intuito de trazer luz ao cotidiano quase invisível de pessoas das mais baixas classes sociais, muitas vezes privadas de educação e condições dignas de trabalho.

“A jornada de um herói”  aborda desde a desigualdade social, racismo estrutural e desemprego, provocando reflexões sobre a sociedade contemporânea e promovendo conscientização. O espetáculo que faz parte da programação da 12ª edição do Festival de Teatro Universitário faz curta temporada no Leblon.

Com apresentações aos sábados e domingos de junho, “A jornada de um herói” conta a história de José, um homem que é demitido de uma fábrica de carvão ao questionar a diminuição do seu tempo de almoço, precisando agora do seu Fundo de Proteção e Garantia ao Trabalhador Desempregado, como única opção de sustento de sua família.

Tal como os heróis de Homero, José enfrenta monstros e diversos outros perigos ressignificados nas dificuldades cotidianas de um homem negro, pobre, semianalfabeto e desempregado, marcando uma verdadeira epopeia urbana em que os percalços de um ônibus cheio, uma fila quilométrica e um gerente de banco esnobe, escancaram, na resistência de José, o seu heroísmo.

Por meio da narrativa, a denúncia sobre a falta de equidade, diversidade e inclusão entra em cena, trazendo à tona, a luta de milhões de pessoas sobreviventes de um sistema desigual e discriminatório. “Esperamos trazer luz ao cotidiano quase invisível de pessoas das mais baixas classes sociais, muitas vezes privadas de educação e condições dignas de trabalho, exaltando as vidas e histórias dessas pessoas. Queremos colocar o dedo na ferida, mostrar o racismo estrutural e os abismos sociais ainda presentes no dia a dia e pretendemos plena comunicação com todas as classes a partir da temática que envolve o espetáculo, mostrando a importância do combate às desigualdades”, ressaltou Alexandre O. Gomes.

O projeto teve início durante a pandemia de Covid-19, quando os estudantes do Laboratório de Estudo e Criação do Movimento, terceiro módulo da Escola Fábrica dos Atores & Materiais Artísticos, desenvolveram cenas curtas para serem apresentadas  de forma on-line  numa mostra chamada “Solos Reflexivos”. Dentre as cenas, estava “A jornada de um herói”, que de cara, mostrava ao grupo a necessidade de ganhar ainda mais espaço pela relevância das narrativas.

  Além disso, será lançado ainda o livro de dramaturgia que foi o ponto de partida desta manifestação de arte, que conta a trajetória de um dia da vida de José.

SERVIÇO:
LOCAL Teatro Municipal Café Pequeno ( Av. Ataulfo de Paiva, 269 – Leblon)
DATAS: Sábados às 20h e domingos às 19h de 4 a 26 de junho
CLASSIFICAÇÃO: 12 anos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here