A Galeraia Cavalo inaugura “Ninguém dorme”, a segunda individual de Pedro Caetano, com pinturas, esculturas e instalações inéditas, produzidas ao longo de 2021 e 2022 .

Em suas obras, Pedro constrói um universo repleto de referências irônicas sobre a insensatez e os excessos da vida contemporânea e do sistema das artes, abordando questões existenciais e biográficas em uma trama complexa de aparente leveza e diletantismo.

Os trabalhos oscilam entre tons pastéis em que habitam personagens caricaturais que se deformam em sorrisos cândidos e prantos grotescos ou – indo na direção oposta – superfícies minimais onde a expressão e o gesto surgem nos detalhes de grandes paisagens. A oscilação entre comédia e tragédia, entre o máximo e o mínimo, entre o rigor e o esculacho está presente em seu trabalho como uma alegoria da constante dicotomia da existência.

O artista conta que “Ninguém dorme” era uma expressão muito usada em sua juventude em São Paulo como uma espécie de acordo tácito entre amigos na balada, um pacto de não desistência da noite, uma promessa de sintonia até a alvorada do dia seguinte. Com o passar dos anos, a ideia de proibição do descanso deixou o campo da recreação e adquiriu tom de horror, insônia, ansiedade e constante estado de fadiga. Nesse contexto, sua nova individual reflete sobre o espírito dos últimos tempos, além disso, gravitam principalmente ao redor da questão da pandemia e do coronavírus.

A partir desse espaço tempo surge um repertório eclético: da trivial insistência das mídias sociais – o Tik Tok -, campanhas de vacinação e fé na ciência, do negacionanismo científico à pseudociência, das compulsões e abusos gerais do periodo de hibernação pandêmico, passando pela relação banal entre as pinturas de  Alfredo Volpi e maços de cigarro; ou entre homens brancos que não sabem dançar ao som de reggae e forma política da arte contemporânea; a precarização do trabalho e da vida coletiva e a fragilidade do presente como um todo.

Como em toda obra de Pedro Caetano, a dubiedade exerce aqui um papel fundamental: embora o esgotamento físico, mental e social sejam assuntos fundamentais à individual, ‘Ninguém dorme’ trata de uma experiência de celebração, afinal a vida também é, mais do que outra coisa, festa.

SERVIÇO
Visitação: De 22 julho a 10 setembro 2022
Local: Cavalo -Rua Sorocaba 51 – Botafogo, RJ

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here