Com a participação de mais de 400 artistas e 70 expositores, será realizado no próximo sábado (16/7), das 12h às 22h, o megaevento cultural “Santa Cruz Bairro Imperial: abertura do Bicentenário da Independência no novo Bairro Imperial do Rio”. Haverá espetáculos gratuitos de dança, teatro, circo e música com artistas da região, além da Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais, oficinas de artes, exposição de artesãos e desfile de moda sustentável. Segundo os organizadores, são esperadas de 2 mil a 3 mil pessoas.

Realizado pelo Projeto Descubra Santa Cruz, o evento é o primeiro de seis planejados após o reconhecimento de Santa Cruz como Bairro Imperial, por lei municipal promulgada em maio, sendo parte das comemorações na região do Bicentenário da Independência do Brasil. O evento é patrocinado pela Ternium, produtora de aço localizada em Santa Cruz, e Riotur/Prefeitura do Rio. As apresentações serão em frente ao antigo Palácio de Veraneio da Família Real e Imperial do Brasil, atual Batalhão Villagran Cabrita (veja serviço abaixo).

“O evento valoriza os artistas locais, a rica produção cultural de Santa Cruz e região, assim como a importância da educação para o resgate da nossa História. Ele mostra o quanto Santa Cruz é importante para a História do Rio e do Brasil. Com certeza será também uma oportunidade de diversão para as famílias e a comunidade da região. Reafirmamos o compromisso de incentivar o desenvolvimento social e econômico da nossa comunidade”, disse Fernanda Candeias, gerente de Relações Institucionais e com a Comunidade da Ternium.

Uma das atrações da jornada cultural serão as bandas marciais. Às 16h15m, haverá a apresentação da banda do Colégio Apollo 12 e, depois, ao pôr do sol, será a vez da tradicional banda do Corpo de Fuzileiros Navais. A programação inclui ainda shows do cantor Weber Werneck, Psé e bloco Batucandô, além de números de dança árabe e encenação teatral narrando a importância do bairro de Santa Cruz para a História brasileira.

“Nosso objetivo é colocar o bairro de Santa Cruz no mapa turístico do Rio em cinco anos com várias ações, como educação patrimonial, palestras em escolas e caminhadas culturais. Aqui na região existem mais de 50 patrimônios históricos e culturais (entre eles, a Casa do Vice-Rei e a Ponte dos Jesuítas). E o evento vai chamar a atenção para a importância de Santa Cruz na História do país, além de mostrar as potencialidades dos artistas e projetos locais”, afirmou Andressa Lobo, coordenadora do Projeto Descubra Santa Cruz, lembrando como Petrópolis, a Cidade Imperial, valoriza o seu patrimônio histórico.

Antes, São Cristóvão, na Zona Norte, era o único bairro do Rio com o título de imperial. A região recebeu o título em 2008, quando foi celebrado outro bicentenário: a chegada da família real ao Brasil.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here