O Festival Leopoldina Orgânica acontece neste final de semana, dias 09 e 10, das 07 às 22h, em praças, ruas dos bairros Manguinhos, Bonsucesso, Ramos, Complexo do Alemão, Olaria, Penha, Brás de Pina, Cordovil, Parada de Lucas, Vigário Geral e no Parque Ary Barroso, todos integrantes do território que compõem a região conhecida como Zona da Leopoldina. Entre as atrações do festival estão shows com o cantor Vidal Assis, Daniel Shadow e Tati Veras (vocalista Raiz do Sana) em apresentação solo, forró pé-de-serra com a Banda Canacaiana, Samba, Pagode, Funk e Hip Hop. Todas as atividades são gratuitas e a classificação é livre.

Para as crianças o Festival Leopoldina Orgânica terá plantio de mudas, show de mágica; contação de histórias; apresentação circense com palhaços e malabaristas; teatro com a peça “Flores D’Agua Contadoras de Histórias”, show da “Casa de Curió – Musica infantil” composto por palhaçaria, história, dança e muita música com Júlia Pastore, Gabriel Otoni, Pedro Mendonça e Ralphen Rocca. Os pequenos também poderão participar da oficina “Boneco de forma animada” com a Cia. Articulação, cuja proposta é construção de boneco tendo como matéria prima o reaproveitamento de materiais recicláveis. Algumas praças também entrarão na magia do Natal com a chegada do Papai Noel e a construção de Árvore de Natal feita com materiais reaproveitáveis.

O artista plástico e grafiteiro Rafael Doria está entre as atrações do festival com a Oficina de Grafitti. O público também será brindado com oficinas de artesanato e ecologia (horta comunitária, bonecas, fuxico, tambores artesanais, flor de papel higiênico, teto verde, customização, turbante e bolsas de tecido, artesanato em lata de leite e flores em EVA).

A programação conta ainda com exibição de filmes e documentários como “Manual de Sobrevivência Para o Século XXI”, direção João Amorim (dois episódios); “Quando você chegou, meu santo já estava”, produção do Faveladoc.com que resgata e dissemina histórias de religiões de matriz africana no Complexo do Alemão. E com a inauguração do “Centro de Estudos, Pesquisa, Documentação e Memória do Complexo do Alemão” (CEPEDOCA). Iniciativa do Instituto Raízes em Movimento com o objetivo de produzir saberes como ferramenta de legitimação da luta e das reivindicações populares.

O festival que tem patrocínio da Oi, do Governo do Estado do Rio de Janeiro e da Secretaria de Estado de Cultura por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, apoio cultural do Oi Futuro, e apoio institucional da Casa Fluminense, Arena Carioca Dicró, Observatório de Favelas, SuperVia e Ecoponte.

SERVIÇO
FESTIVAL LEOPOLDINA ORGÂNICA
SÁBADO – Dia 09 de dezembro
Horário: 07h às 22h
Manguinhos
Local: Praça do DESUP/PAC – Em Frente à Biblioteca Parque
Coletivo: Teto Verde e Projeto Marias
DOMINGO – Dia 10 de dezembro
Horário: 07h às 18h
Bonsucesso Local: Praça Lopes Ribeiro
Coletivo: Arte Andarilha e Quadrilha Forrozão Junino

DEIXE UM COMENTÁRIO