O primeiro curso ensina como  confeccionar fanzines e estandartes
 
Guardião da história do estado do Rio de Janeiro e um espaço plural, o Museu do Ingá abre sua sede, a partir de março, para oficinas livres gratuitas. A primeira, Fanzine e Estandarte, acontece  em 11 de março – dentro das comemorações pelo Dia Internacional da Mulher – e conta com uma aula única, de três horas de duração.
 
Ela faz parte do projeto Oficinas Livres no Ingá, que pretende disponibilizar, ao longo do ano, aulas de fotografia, dança, redes sociais e expressão artística.  A maioria terá, em média, dois meses de duração.
 
Conduzida por Ivone Landin e Ane Alves, a oficina de fanzine e estandarte vai ensinar, das 14h às 17h, como confeccionar ambos. Os alunos vão produzir uma colagem, a partir de recortes, e fazer estandartes como os utilizados por blocos carnavalescos. A oficina tem parceria com o Coletivo Fulanas de Tal/ Baixada Fluminense.
 
Prevista para abril e maio, a oficina de expressão corporal vai introduzir os participantes no universo da linguagem teatral, por meio  de exercícios corporais, jogos, improvisações e criações de cenas. Não se pretende formar atores, mas trabalhar a comunicação.
 
Por sua vez, a oficina de fotografia vai trabalhar noções básicas, abordar o posicionamento do fotógrafo enquanto autor e criador e a essência do processo fotográfico na tecnologia digital. Estão previstas, ainda, oficinas de turbantes, redes sociais, confecção de brinquedos artesanais e dança.
 
As aulas são gratuitas, têm número de vagas limitado e os alunos recebem certificado de participação. O agendamento e outras informações poderão ser obtidos por e-mail (producao.museudoinga@gmail.com) ou por telefone (2717-2903).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here