No dia 11 de outubro, terça-feira, véspera de feriado, sobe ao palco do Circo Voador a cantora Cátia de França que vai apresentar ao público músicas que fizeram parte dos 40 anos de carreira e as inéditas do novo disco Hóspede da Natureza (Porangareté/Natura Musical). Além da artista paraibana, a banda Pietá faz a abertura e Nó Cego prepara o encerramento com a cantora Júlia Vargas nos vocais. A pista será embalada pela DJ Tata Ogan e apresentação por Fabiano Freitas.

Cátia de França está de volta ao Rio. Em quatro décadas de carreira, a cantora paraibana nunca deixou de se inspirar pela literatura em suas canções. Isso ficou mais claro no mais novo trabalho – o álbum “Hóspede da Natureza” bebe da bíblia hippie “Walden (A vida nos Bosques)”, de Henry David Thoreau. Expoente da música regional brasileira, a trajetória de Cátia é marcada por parcerias com nomes como Zé Ramalho, Elba Ramalho, Jackson do Pandeiro e Clementina de Jesus, além da gravação de três LPs e três CDs. Recentemente, para celebrar o lançamento do novo álbum, a trovadora gravou o vídeo de “Grandezas Pantaneiras” durante a turnê de lançamento em Recife (PE).

Para abrir o show, a banda Pietá traz canções rítmicas e melódicas. Formada em 2012 por Frederico Demarca, Rafael Lorga e Juliana Linhares, o grupo faz uma homenagem para a música brasileira no primeiro disco “Leve o que quiser”, que tem parcerias com Marcelo Fedrá, Thiago de Mello e Renato Frazão. Também atores, os músicos apresentam no trabalho um percurso dramatúrgico que passeia do regional nordestino ao samba carioca, marcado principalmente por fronteiras diluídas e embalos polifônicos.

Completando o clima de intimidade e sintonia musical da noite, por conta de Nó Cego e Júlia Vargas. Misturando a MPB e todas as matrizes como xote, baião, galope e samba, o trabalho da banda é mostrar ao público que a raiz do Brasil é especial. Com Cátia de França como uma das influências, os músicos mostram a origem comum entre a canção regional do Nordeste e a MPB urbana e carioca.

Na pista, DJ Tata Ogan também inclui no set um gostinho de cada região do país. Por meio das batidas eletrônicas, ela exibe criatividade, ao mostrar a mistura da música mundial com a melodia brasileira.

Sobre o projeto Natura Musical
O Natura Musical, programa reconhecido por seu papel na renovação e preservação da música brasileira, completou dez anos de atuação em 2015, contabilizando o apoio à realização de mais de 1250 produtos culturais (cerca de 1100 shows, 106 CDs, 21 DVDs, 18 livros e 5 filmes), com 1,3 milhão de pessoas diretamente impactadas e cerca de 118 milhões investidos (60% de recursos próprios e 40% de verbas incentivadas). Hoje proporciona o lançamento de uma média de 20 discos por ano, além de patrocinar cerca de 150 shows pelo Brasil, gratuitos ou a preços mais populares do que o mercado oferece tradicionalmente.

O programa patrocina projetos prioritariamente por meio de editais públicos, que selecionam projetos de diversos formatos e estágios da produção cultural em nível nacional, com uso das Leis Rouanet e Audiovisual, e em nível regional, com uso de ICMS, conforme a disponibilidade de recursos. A partir de 2016, o programa vai ampliar sua presença na programação cultural, com o patrocínio a uma nova casa de espetáculos em São Paulo e ao Auditório Natura Musical, no MIS, no Rio de Janeiro, com o objetivo de criar palcos permanentes para novos talentos e artistas consagrados. No ambiente digital, os canais Natura Musical são plataforma para o lançamento de singles, obras completas e outros conteúdos musicais exclusivos dos projetos patrocinados, com acesso gratuito.

Serviço
Show Cátia de França Pietá, Nó Cego e Júlia Vargas 
Data: 11 de Outubro
Horário: 22h
Local: Circo Voador  (Rua dos Arcos, s/n – Lapa)
Entrada: R$30 (inteira) e R$15 (meia-entrada com 1kg de alimento não-perecível)
Classificação: 18 anos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here