Bem antes de serem “as tais Frenéticas”, Dulcilene de Moraes (Dhu Moraes) e Sandra Pêra se conheceram em 1972, nos ensaios do musical POBRE MENINA RICA. O compositor Carlos Lyra assinava a direção, o texto e as músicas, compostas em parceria com Vinícius de Moraes. A identificação entre as duas foi imediata e, desde então, a amizade entre Dhu e Sandra segue rendendo frutos e projetos.

Com tantas histórias para contar e canções para cantar, surgiu a ideia de montar um espetáculo no qual Dhu e Sandra dividem histórias e passagens divertidas dos bastidores da música e do teatro, nesses mais de 40 anos de parceria. Com direção musical do guitarrista Mimi Lessa, amigo desde o início das Frenéticas. O roteiro e a direção do show são do jornalista e escritor Rodrigo Faour, que colaborou ainda com sugestões musicais para a dupla.

“Nós fizemos duas apresentações com um repertório escolhido nos ensaios na minha casa, com a Dhu e o Mimi Lessa, nosso maestro e arranjador, além de amigo. A ideia inicial era contarmos um pouco da nossa história musical. O Rodrigo Faour veio assistir e, num cantinho, fez críticas muito interessantes: graças a Deus temos bons ouvidos para críticas!”, conta Sandra Pêra.

“Levei então um monte de músicas diferentes e elas gostaram de quase todas, daí selecionamos as mais interessantes. Reorganizei o roteiro, puxando pelo lado mais irreverente das duas. Este show, aliás, é uma grande farra, mas não deixa de ser um soco na caretice atual, pois os ideais de liberdade e pró-diversidade sexual dos hits “Perigosa” e “Dancin’days” continuam atualíssimos. Por isso dei o título de Duas feras perigosas”, pontua Rodrigo Faour.
O repertório traz hits como “Dancin Days”, “Perigosa”, “Aquarius” e “Vingativa”, clássicos da MPB como “Back in Bahia” e “Sabe Você”, além de canções mais recentes como “Eu vou fazer uma macumba ( Johnny Hooker ).

“O público pode esperar um encontro de duas amigas de mais de quatro décadas de amizade, dentro e fora do palco, de duas artistas que integraram um dos grupos mais importantes em termos de comportamento nos anos 70 e que felizmente jamais encaretaram”, finaliza Faour.

A banda é formada por Mimi Lessa (guitarra e direção musical), Guto Goffi (bateria), Pedro Peres (baixo) e Paulo Esteves (teclado)

Serviço:
SHOW SANDRA PÊRA e DHU MORAES 
Local: Centro da Música Carioca Artur da Távola (Rua Conde de Bonfim, 824 – Tijuca)
Horário: 19h30
Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00.
Capacidade:159 pessoas.
Classificação: 16 anos

Foto: Cristina Granato

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here