O Festival Internacional de Cinema Infantil chega à sua 16ª edição e apresenta, em seis cidades, incluindo Rio de Janeiro e Niterói, cerca de 100 produções de um número recorde de países: 26 no total.

 Em 2018, o festival exibirá filmes dos mais diversos gêneros, formatos e temáticas, que compõem um rico panorama da cinematografia mundial. A programação concentra mais que o triplo dos lançamentos infanto-juvenis no Brasil e muitos filmes são inéditos, apresentados exclusivamente no festival.

O FICI reúne curtas, médias e longas-metragens, nacionais e internacionais, em sessões especiais, pré-estreias exclusivas com participações dos diretores, sessões de dublagens ao vivo, mostras especiais, exibições de filmes inéditos, debates, além das tradicionais sessões “O Pequeno Jornalista” e “O Pequeno Cientista”.

O FICI acontece entre o dias 26 de outubro e 4 de novembro. Além do público geral, mais de 35 mil alunos da rede pública serão impactados pelo festival, através do projeto “A Tela Na Sala de Aula”. A expectativa total de público desta edição é de 75 mil pessoas.

Para Carla Camurati, uma das diretoras do FICI, “o festival é um encontro saboroso do cinema com a pureza e a curiosidade das crianças, uma excelente oportunidade de questionar e refletir sobre temas atuais e importantes de forma lúdica e leve”.

O FICI também propõe reflexões sobre como as produções audiovisuais destinadas às crianças moldam experiências e influenciam seu desenvolvimento, durante o Fórum Pensar a Infância, que pela 10ª vez fez parte do calendário oficial do festival em São Paulo. Com temas relevantes ao mercado audiovisual infantil, o Fórum reuniu especialistas e autoridades do setor em um evento aberto ao público, com entrada franca.

A codiretora Carla Esmeralda complementa: “Nestes 16 anos de FICI já colocamos milhões de crianças nos cinemas, estes números e a qualidade da programação nos estimulam a seguir em frente! As mídias mudaram, o mundo se tornou digital nestes 16 anos de FICI, mas ainda o que realmente interessa é a narrativa e como a criança entrega seus sentimentos para uma história. A arte de fruição de uma boa história é uma das mais lindas habilidades da criança, que entrega seus sentimentos para acompanhar com emoção cada ação da narrativa.”

O FICI terá ainda as sessões de curtas-metragens ANIMA MUNDI PARA CRIANÇAS, PEQUENOS QUE NEM VOCÊ, 8X ANIMAÇÃO E CURTAS SUÍÇOS, em parceria com o FIFF – Festival Internacional de Films de Fribourg.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here