Um encontro de talentos que passeia pela história do samba em 12 faixas inéditas, quatro delas compostas por bambas como Dona Ivone Lara, Roque Ferreira, Nelson Rufino e Toninho Geraes e Chico Alves. O sétimo álbum do grupo Sururu na Roda chega a todas as plataformas digitais no próximo dia 20. O grupo se mantém fiel ao som do pandeiro, cavaco, surdo e violão, elementos que deram vida ao mais brasileiro de todos os ritmos, no início do Século XX. O resultado é “Encontro Perfeito”, álbum que dialoga com os encontros entre as diversas vertentes e sonoridades do samba. Encontro que brinda os fãs e recém-chegados com a nova formação do grupo, com os cantores e instrumentistas Ana Costa e Alceu Maia se unindo aos fundadores, Fabiano Salek e Silvio Carvalho.

Com dezenove anos de estrada e uma trajetória recheada de conquistas, o Sururu na Roda é um dos expoentes de uma geração responsável pelo “renascimento” da Lapa, bairro símbolo cultural do país, encravado no centro do Rio de Janeiro. Eleito o melhor grupo de Samba em 2014, no Prêmio da Música Brasileira, o Sururu na Roda é reconhecido pelo público e crítica especializada por sua harmonia vocal única e arranjos virtuosos. Desde o primeiro álbum, todos os quatro integrantes do grupo sempre foram cantores e instrumentistas. Esta tradição é mantida com a chegada recente de Ana Costa e Alceu Maia, violonista e cavaquinhista, respectivamente.

Diretor musical, cantor e percussionista do Sururu na Roda, Fabiano Salek dá o tom que o público pode esperar do álbum. “É mais um filho que nasce e nos deixa muito felizes por representar um momento tão importante e desafiador para nós, que foi recriar nossa sonoridade mantendo a cara do Sururu. O álbum traz ainda a particularidade de ser o nosso primeiro só com canções inéditas, algumas compostas por nós especialmente para o projeto e outras que ganhamos de compositores consagrados da nossa música”, afirma o artista

De casa nova no Sururu na Roda, sem deixar de lado sua carreira solo, Ana Costa explica como foi sua chegada ao grupo. “Em 2017, Alceu Maia e eu recebemos um convite super legal do Fabiano e Silvio para entrarmos paro o Sururu na Roda. Convite feito, convite aceito. Já havíamos nos visitado muitas vezes ao longo de nossas carreiras e passamos um ótimo ano de 2018 nas rodas e palcos do Rio de Janeiro e até do exterior. De lá para cá, o grande desafio: fazer um álbum só com sambas autorais e inéditos. O resultado foi o melhor possível. “Encontro Perfeito” está leve, feliz, com sambas para o povo curtir à vontade”, aponta a cantora.

“Encontro Perfeito” tem como destaque não apenas a apresentação da nova formação do grupo, mas, especialmente, um repertório que nos convida a um mergulho no oceano de diversidades do samba. A jornada começa pela faixa título da obra, composta por Fabiano Salek e Silvio Carvalho, um abre-alas que valoriza o samba raiz das rodas e terreiros.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here