De produção norte-americana, O Segredo da Floresta conta a viagem de Amy (Vanessa Curry) e Jay (Sahil Shroff) a Índia, país de origem de Jay. Já no início das férias, o casal resgata uma menina de 11 anos que, após sofrer um ritual bizarro, foi trancada num casebre. Infelizmente, a boa ação dos dois liberta o terror, e eles vão se arrepender amargamente disto.

O Segredo da Floresta é o tipo de filme barato que tem tantas possibilidades originais e inexplorados pelo cinema dos EUA. Mas o roteiro de Vikram Jayakumar e Arjun Grover escolhe a história já batida da criança possuída por um espírito assassino. Mesmo sendo uma trama feita, refeita e reinventada várias vezes, se bem executada, da certo. Neste filme, no geral, ela não tem uma execução decente.

Em primeiro lugar ninguém explica de onde vem o fantasma, se diz ser a mãe da menina, Asha (Tvisha Seema), mas o porquê ela está possuindo a filha, não sabemos. Aliás, demora muito tempo pra entender que o espírito é um espírito humano, pois a câmera nem mostra direito o tal fantasma. Não é necessário mostrar o seu monstro, ou fantasma nesse caso, sempre. O terror através da subjetividade do público é totalmente justo, contudo Vikram não sabe fazer isto como diretor, ou não entende como esse recurso funciona.

Todos os elementos que tornam este filme ruim podem ser resumidos em falta de direção. A fotografia é totalmente apática, o que só é pior quando levamos em conta que o filme se passa na Índia, um país imensamente colorido. A trilha sonora não combina em nada com esse tipo de filme, ora há um piano melancólico que do nada se transforma num grave de instrumentos de sobro. As atuações do elenco são razoáveis, nada muito extraordinário.

A cultura hindu tem cerca 330 milhões de divindades, sem falar nas seitas tenebrosas que existem no passado do hinduísmo, e apesar de todas essas possibilidades fantásticas, o roteiro escolhe ser pobre, ele é medíocre por opção. O Segredo da Floresta é esquecido no momento que pipoca acabar, porque só assim para conseguir terminar o filme.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here