Após a última apresentação da peça haverá um bate-papo com o diretor e dramaturgo Mário Bortolotto.

O Grupo de Teatro Cemitério de Automóveis apresentará “Pequod – Só os Bons Morrem Jovens”, em curta temporada em formato online, diretamente do Teatro Sérgio Cardoso Digital. O espetáculo ficará em cartaz de sexta à domingo, de 08 a 24 de outubro, sempre às 19h.

Com estreia marcada para 24 de setembro, a peça encerra a trilogia dos irmãos Nando e Maurício Bortolotto, personagens que apareceram pela primeira vez no texto “Fica Frio”, encenado em 1989, e retornaram posteriormente com a peça “Tempo de Trégua”, encenada no ano 2000.

Em “Pequod – Só os Bons Morrem Jovens”, Nando, agora já bem mais velho, mora sozinho em um barco, aliás, raramente ele sai de lá, porém Mauricio o encontra para comunicar o falecimento do pai. Nesse último encontro entre os irmãos, velhas contas serão acertadas entre os dois irmãos finalmente. Agora, eles poderão avaliar o que fizeram de suas vidas e onde conseguiram acertar e onde erraram de maneira desastrosa.

No dia 10 de outubro, após a última apresentação do espetáculo, haverá um bate-papo ao vivo e on-line, com o diretor e dramaturgo Mário Bortolotto. Os ingressos para a temporada são gratuitos, com retirada prévia na plataforma Sympla.

Mário Bortolotto atuou e dirigiu nas duas primeiras peças, na trilogia que levou 32 anos para se concluir. Aliás, apesar de ser uma peça com temática linear, o público não precisa ter visto as primeiras para acompanhar “Pequod – Só os Bons Morrem Jovens”.

“Quando escrevi a primeira peça, não pensava em escrever uma segunda com os mesmos personagens. E quando escrevi a segunda, não pensava em escrever a terceira. Mas mais precisamente em relação à terceira, é uma ideia que tive há alguns anos e ela só veio amadurecendo”, comenta Mário Bortolotto.

Para realização do espetáculo em formato virtual, uma parceria com o Teatro Sérgio Cardoso foi feita. O teatro abraçou o projeto e viabilizou a realização da temporada on-line, buscando fidelidade à obra original, assim não descaracterizando o teatro, e sim, usando de ferramentas disponíveis para uma experiência imersiva do espectador.

O espetáculo deve ganhar uma versão presencial em 2022, ano em que o Grupo completa 40 anos em atividade.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here