2ª edição da Mostra de Cinema IFÉ  acontece em formato híbrido. A mostra visa valorizar a diversidade da produção cinematográfica brasileira, através da disseminação dos trabalhos desenvolvidos por realizadores negros, indígenas e LGBTQIA+ no país nos últimos anos, além de aprofundar o debate em torno de elementos teóricos e técnicos que constituem uma produção audiovisual. Mostra acontece em Niterói e na Lapa, no Rio de Janeiro.

Após o sucesso da edição anterior, que aconteceu on-line em virtude da pandemia de Covid-19, a mostra de Cinema IFÉ toma fôlego para trazer à tona a pluralidade existente na indústria do cinema, por trás das telonas aos palcos.

A programação conta com 20 obras audiovisuais de distintos gêneros e formatos, além disso, terá debates on-line com realizadores, painéis formativos, seminários e happy hour.

 Segundo Mariana, o intuito do projeto é disseminar novas narrativas, diversificar o debate acerca da cadeia produtiva do audiovisual, visibilizar corpos e vozes que são sistematicamente silenciados, e promover encontros entre realizadores e o público em geral. “Através das exibições dos filmes e das atividades formativas, queremos garantir um espaço crítico, diverso e fomentador de novas produções”, disse.

A ideia da mostra surgiu do interesse de unir durante um período em um local, obras audiovisuais de realizadores, e coletivos negros e indígenas com o recorte de gênero e sexualidade, fomentando assim, um cenário de produções de estéticas, linguagens e narrativas singulares que contribuam, fortaleçam e renovem a área do audiovisual brasileiro.

Frente a um país enraizado na homofobia, no machismo e estruturado no racismo desde a era colonial, a execução deste trabalho vai na contramão do sistema discriminatório e desigual que impera no Brasil ao longo dos séculos. “Nosso objetivo é a promoção de espaços de problematização e desconstrução de estereótipos e preconceitos no cenário do audiovisual contemporâneo”, pontuou Mariana.

Para a diretora Ana Beatriz, é fundamental a realização da Mostra de Cinema IFÉ para o conhecimento das imagens produzidas por cineastas negros e indígenas. “É um meio de descolonizar o pensamento sobre o cinema e ampliar o repertório de representações sobre a pluralidade presente nas experiências de subjetivação no fazer cinema, a partir de um discurso produzido por cineastas dissidentes”, acredita.

Além disso, sobre as expectativas da próxima exibição, ela destaca. “A realização da 2ª edição da Mostra de Cinema IFÉ para nós é extremamente desafiadora, em um momento onde vivemos o boom da retomada das atividades culturais na cidade, propor um espaço de troca, formação e circulação de produções audiovisuais negras e indígenas LGBTQIA+ é tentar garantir diversidade de conteúdo. Que o público possa ter acesso a uma programação diversa”, concluiu.

SERVIÇO
2ª Mostra de Cinema IFÉ
Data: De 31 de maio a 05 de junho de 2022
Niterói: Sala Nelson Pereira dos Santos ( Av. Visconde do Rio Branco, 880 – São Domingos, Niterói)
Rio de Janeiro: Cinema Nosso (Rua do Rezende, 80 – Lapa/Centro, Rio de Janeiro)
On-line de 03 a 05 de Junho
Saiba mais no site!  

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here