ZAQUIM
Foto: Renato Magolin

“Zaquim” é um espetáculo para toda a família. Peça surge do desejo de falar com as crianças de todas as idades, com a criança que existe em cada jovem e adulto. Misturando dança, música e teatro, a peça ficará em cartaz no Teatro Prudential até 26 de junho.

A sociedade mudou, as composições familiares também, famílias com dois pais, duas mães e por ai vai. Porém as crianças olham e agem com naturalidade, sem preconceitos, isso é ZAQUIM.

Com o intuito de causar impacto social e emocional, “Zaquim” assume sua responsabilidade social com conceito e conteúdo. Em função disso e, principalmente ao respeito à infância e juventude, a Cia TRUPE ZAQUIM trabalha poesia, educação, música, arte, dramaturgia, delicadeza, em deferência às crianças. Aliás, o título é a mistura de dois nomes: ZAZU e JOAQUIM.

Zazu é neto de Aniela Jordan e filho de Gabriel Pardal. Joaquim é filho de Felipe Habib e Marina Palha. Os meninos que inspiram a peça nasceram no mesmo dia – 01/06/2017-, na mesma maternidade e com a mesma médica.

  “Cada profissional no ZAQUIM é um membro criativo do projeto. O processo é coletivo, com improvisos. O texto é mais uma etapa e respeita o tempo da canção, o olhar e o que é falado. A dramaturgia pode ser um movimento ou a música”, revela Gabriel Pardal.

“ZAQUIM é um novo jeito de olhar para espetáculos infantis. O conceito fundamental é respeitar a inteligência e sensibilidade da criança. Em função disso, os adultos também se identificarão com o musical”, conceitualiza Jordan.

Guitarra, baixo, acordeom, bandolim, ukulelê, djembê, pandeiro, tamborim, ovinho, caxixi  ficam soltos, sem fio, no palco. As músicas do espetáculo foram criadas a partir de estímulos coletivos, de questões que foram surgindo na sala de ensaio. “Zaquim” tem, certamente, caráter de show. “A linguagem musical foi estabelecida a partir da criação coletiva, desde a oficina para a escolha do elenco”, elucida Felipe Habib.

 O cenário é todo branco. Uma grande “tela em branco”, onde a imaginação é livre e a luz funciona como a tinta que colore essa tela. Assim teremos um momento todo azul e, de repente tudo fica amarelo, ou multicolorido, mudando totalmente o clima. A concepção da caixa é minimalista tem uma inspiração na arquitetura modernista. “Essa ‘caixa mágica” pode ser um brinquedão, a partir do qual os atores interagem com o espaço e evoluem nos números musicais”, desvenda Mina Quental, cenógrafa da peça.

Serviço
Local: Teatro Prudential
Datas: 04 a 26 de Junho de 2022 – sábados e domingos
Horário: Sábado 16h
Domingo: 15h
Sessão Extra: 16 de junho, às 16h
Lotação presencial: 359 lugares
Classificação: Livre
Duração: 60 minutos
Ingressos pela Sympla

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here