As Metades da Laranja
Foto: Amyra Alaouieh

A obra musical de Fábio Jr. inspira a comédia musical “As Metades da Laranja”. Canções como “Alma gêmea”, “Pai” e “Só você” embalam dramaturgia  que conta a história de um casal, da paixão ao relacionamento tóxico.

  “As Metades da Laranja – Um Musical” foi escrita e dirigida por Tauã Delmiro, que conta sobe seu impacto ao remexer as musicas.  “Fiz parte de um projeto que teve duração de 3 anos e que o foco principal era a música popular brasileira. Sempre fiquei muito impactado com a capacidade das letras e melodias que cantávamos remexer o baú de memórias emotivas das pessoas que nos assistiam. Era sempre uma catarse”. Ele completa, “Temendo também ficar muito tempo longe do palco, tive certeza de que precisava idealizar um musical com canções que falassem diretamente ao sentimento das pessoas. Então, escrevi “As Metades da Laranja”.

  O espetáculo conta a história de amor do casal Dom e Linda. Dom é um romântico de carteirinha e essa experiência chega ao ápice quando ele conhece Linda. Ao longo da narrativa a paixão que sente por ela vai alimentando também os ciúmes, que se potencializa com a chegada de seu misterioso irmão gêmeo. A trama melodramática reflete sobre amores tóxicos e é permeada por revelações, conduzindo o espectador a um final surpreendente.

Os atores Analu Pimenta, Victor Maia e Tauã Delmiro se revezam no papel de todos os personagens para falar de forma bem humorada sobre as relações amorosas. Da paixão ao relacionamento tóxico, tudo é abordado de uma forma leve, mas que também propõe diversas reflexões sobre amores que passam a ser abusivos.

“As Metades da Laranja” conta com 16 canções clássicas de Fábio Jr. que são cantadas ao vivo pelo trio e tocadas ao piano pelo diretor musical Tony Lucchesi, que também produziu arranjos vocais e orquestrações originais.

Sobre o repertório Tauã conta, “O primeiro motivo para a escolha das músicas é por eu amar o repertório do Fábio Jr. e compartilhar desse mesmo sentimento com as pessoas envolvidas no projeto. Em segundo plano, mas também com a devida importância, pelo fato dele ter conseguido a proeza de ser um cantor e compositor extremamente popular, sem nunca abandonar a qualidade de seu trabalho”. Aliás, o criador do musical tem um sonho com essa temporada, a presença do muso inspirador, Fábio Jr.

Delmiro é um nome muito conhecido dentro do teatro musical, participando de produções de sucesso como “60! Década de Arromba”, “70? Década do Divino Maravilhoso” e “Brilha la luna”, fala ainda do sentimento em voltar aos palcos com uma produção própria. “Me sinto extremamente privilegiado por estar no palco, tanto no contexto de espetáculos criados por mim, quanto de produções idealizadas por outras pessoas. No entanto, persigo a autonomia que os meus projetos autorais me permitem. A possibilidade de criar um universo do zero, a partir da minha perspectiva, me coloca em um estado de investigação que me torna um artista mais versátil”.

Peça faz temporada no Teatro Prudential.  Os ingressos à venda pela Sympla.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here