Final de ano chegando, tempos de de paz e renovação, mas o ano de 2012 foi marcado por filmes violentos. Vamos relembrar:
Jogos Vorazes – A história é ambientada nas ruínas futuristas da América do Norte, agora dividida em uma capital e 12 distritos. Cada distrito fornece dois adolescentes entre 12 e 18 anos, que competem no reality show de sobrevivência que dá nome ao livro. 
Anjos da Noite – O despertar – Na trama, Selene acorda de um coma em que era foi mantida durante 12 anos. Ela então descobre que tem uma filha de 14 anos, metade vampira, metade lobisomem, e precisa impedir que a BioCom crie lobisomens modificados em laboratório que poderão matar todos eles.
Protegendo o Inimigo – Denzel Washigton interpreta o criminoso mais procurado pela CIA. No entanto depois de uma década ele é pego e volta para atrás das grades, onde é torturado. Mas a situação muda quando o esconderijo da CIA é atacado por mercenários, e o novato policial Ryan Reynolds, sem escolhas, tem de fugir com o criminoso. Agora, os improváveis aliados devem permanecer vivo por tempo o suficiente para descobrir que quer vê-los mortos.
Resident Evil 5 – Retribuição – O letal vírus T da Umbrella Corporation continua devastando a Terra, transformando a população global em legiões de desmortos. Ajudada por novos e velhos aliados, Alice deve lutar para viver o suficiente, até que consiga escapar de um mundo hostil no limite da destruição.
 Dois Coelhos – Trama policial, corrupção e política são os alicerces desse longa extremamente inovador no mercado brasileiro. O filme conta com uma edição frenética, bem ao estilo dos videoclipes e mistura diversas linguagens e tecnologias, incluindo desenhos, gráficos, imagens congeladas, aceleradas, flashbacks e flashforwards. 
Os Vingadores – Homem de Ferro, Hulk, Capitão America, O Arqueiro e a Viuva Negra, sim, é um filme de super heróis, mas a violência gratuita tá ali, na guerra entre o bem e o mal.
Os Mercenários 2 – Reunião dos astros (Stallone, Van Damme, Bruce Willis, Chuck Norris e Schwarzenegger) mais violentos de todos os tempos, precisa dizer mais?
Busca Implacável 2 – Murad, pai de um dos sequestradores do primeiro filme, quer acertar as contas com Bryan Mills. 
Remake de Dredd – No terceiro milênio, o mundo mudou. O clima, as nações, tudo entrou em revolta e o planeta se transformou em um deserto insalubre e desolado. Bandos errantes e selvagens urbanos geravam tamanha violência que o sistema judiciário não podia controlá-los. A lei como conhecemos entrou em colapso. Da decadência surgiu uma nova ordem, uma sociedade regida por uma nova força de elite da polícia, que atua como juiz, júri e carrasco, que são conhecidos como “Os Juizes”.
Remake de O  vingador do Futuro –  A nova versão envolve uma disputa entre os estados-nações Euroamerica e New Shanghai. Vilos Cohaagen é o líder de Euroamerica, que secretamente prepara uma invasão do estado-nação asiático sob o pretexto de defender o povo euro americano. 
Batman – O cavaleiro das trevas ressurge – Passaram-se oito anos desde que Batman desapareceu na noite, e naquele instante passou de herói a vilão.Ao assumir a culpa pela morte do promotor Harvey Dent, o Cavaleiro das Trevas sacrificou tudo o que era importante para ele.
Loopers – Assassinos do Futuro – Loopers são executores da máfia especializada em dar cabo de vítimas que são despachadas do futuro, em um mundo onde viagens no tempo são uma realidade, mas estão apenas disponíveis no mercado negro.
007 – Skyfall – Desde que Daniel Craig assumiu o papel do espião britânico mais famoso do mundo, a série 007 se tornou mais violenta.
Disparos – Filme nacional sobre a violência urbana.
Marcados para Morrer – Um retrato realista das esquinas mais sombrias e violentas da cidade de Los Angeles e dos policiais que arriscam suas vidas diariamente.
Django Livre – Com 5 indicações ao Globo de Ouro. O novo filme do diretor mais sanguinário do cinema, Tarantino.  O filme só estreia no Brasil em 2013. 
Diante de tantos filmes com a dinâmica da violência em alta durante 2012, ano na qual  segundo a Profecia Maia defende a ideia de que o fim do mundo ocorreria no dia 21 de Dezembro, é possível concluir que o mundo se tornaria cada vez mais violento diante de tais fatos?
O último massacre que aconteceu nos EUA recentemente, seria uma prova disso?  Como podemos desejar um mundo de Paz e Renovação se a população mundial  está cada vez mais violenta e em busca de justiça com as próprias mãos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here