Senhoras da aristocracia, novos ricos, políticos, criminosos de alto nível, atores, nobres decadentes, artistas e intelectuais de todos os gêneros sob a ótica de apenas um personagem, o jornalista e escritor Jep Gambardella.
 
Dirigido por Paolo Sorrentino (“Aqui é o meu lugar”), o filme presta sua homenagem ao grande cinema italiano de Scola, Fellini, Ferreri e Monicelli passeando por Roma com um olhar diferente do que estamos acostumados a ver.
 
“A Grande Beleza” não é um filme sobre Roma, é um filme sobre seus habitantes (a fauna da socidade como o próprio Jep chama), seus perigos e aventuras intelectuais, ou não, que nos levam a lugar algum.
 
Dentro do redemoinho da alta sociedade, Jep se encontra, talvez, em busca de algo que não viveu em 65 anos de vida.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here