Existe uma noite do ano em que o esporro é insano, a psicopatia impera e que o bom é quando faz mal. A noite em que hordas de bebuns feios, sujos e malvados erguem suas carcaças dos becos insalubres e invadem o Circo numa celebração de pogo, mosh e distorção. Sábado, dia 23 de julho, os portões da lona se abrem para receber o Matanza Fest, que além da maior banda de countrycore do planeta, conta com Monstros do Ula Ula, Cólera e Poucos shows são tão loucos como quando os que tem curadoria do povo do Matanza. Afinal, pra se criar canções tão singelas como “As Melhores Putas do Alabama” e “Eu Não Gosto de Ninguém”, esses caras tem que ouvir o que há de mais sujo e agressivo na atualidade!

De cara, uma lenda do underground carioca volta triunfalmente das cinzas para seu primeiro show no Rio depois de, sabe-se lá quantos, anos. Formada originalmente por Diba – um dos membros originais do Matanza – Formigão do Planet Hemp, Cadu, do Second Come, e o Bernardo, os Monstros do Ula Ula perpeturam alguns under clássicos como “Babe Ula”, “Por Causa de Você” e “Aaaaaaarrrgh!”. Nada mais justo que mostrar pros milleniuns como é que se fazia punkrocksurfmusicnewave e ritmos alucinados na cidade nos anos 90.

Daí vem o Hatefullmurder, que provocou um cata clisma metal na lona abrindo pro Exodus, em 2014. Só que dessa vez, vai ser o primeiro show no Circo da nova era da banda, com a entrada da vocalista Angelica Burns.

Músicas como “Scars to God” e “Fear my Wrath” ficaram ainda mais brutais com o gutural aterrorizante de Angelica. Sério! A voz dela parece que vem das profundezas do âmago das entranhas do demônio que habita o interior de sua angelical figura.

E chega a vez de uma outra lenda, uma verdadeira instituição do hardcore pátrio, fazer uma daquelas raras, porém sempre inflamadas aparições cariocas: o Cólera. Em um mundo ideal, as letras de Redson seriam ensinadas nas escolas, mas é exatamente porque o mundo ainda esta longe de ser o ideal é que a banda continua urgente, relevante, contundente. Mesmo depois que o guitarrista e vocalista supracitado foi animar o pogo celeste, ouvir clássicos como “Pela Paz em Todo Mundo”, “Medo” e “Subúrbio Geral” com a formação atual continua uma No final o tempo fecha. É a hora da barbárie tomar conta do ambiente. A lona vai se transformar no epicentro do
caos!

Donida, Jimmy, Mauricio, Jonas e, o mais novo membro do clube dos canalhas, Donny vão fazer o que sabem como ninguém: aumentar a pressão do caldeirão countrycore a níveis de grosseria e brutalidade inimagináveis. A sequência é sempre matadora e não poupa ninguém. Se o som já tava muito alto, sinistro e a temática muito pesada, prepare-se porque quando o Matanza entra no palco é porque tudo vai ficar pior!

Serviço:
Show: MATANZA FEST – MATANZA, HATEFULMURDER, MONSTROS DO ULA ULA E CÓLERA
Data: Sábado, dia 23 de julho
Local: Circo Voador (Rua dos Arcos, S/N – Lapa)
Ingressos:
R$ 60 (meia-entrada para estudantes, menores de 21 anos e maiores de 60 anos)
R$ 60 (ingresso solidário válido com 1 kg de alimento)
R$ 60 (cliente Odeon que apresentar ingresso de algum filme do cinema ou cliente Sou + Rio)*

*O desconto é válido apenas para ingressos comprados na bilheteria do Circo. É necessário apresentar o ingresso Odeon/Voucher Sou +Rio no ato da compra.
Bilheterias: terça à quinta: das 12h às 19h; sexta: das 12h às 24h (exceto feriados) e sábado a partir das 14h.
Web: www.ingressorapido.com.br
Capacidade: 2.000 pessoas
Classificação: 18 anos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here