Entrevistamos o cineasta Diego Buñuel, neto do famoso diretor surrealista Luis Buñuel, sobre o trabalho e o marco que seu avô deixou na história mundial do cinema. O diretor apresentará  a masterclass sobre o cinema surrealista de Luis Buñuel, na próxima quarta-feira, dia 24 de Agosto, na Caixa Cultural.

O trabalho de Buñuel é contemporâneo, você acredita, que seus filmes, no futuro permanecem nesse segmento?

Considerando que seu trabalho permanece contemporâneo por 30, 40 até 50 anos depois, o que é um bom sinal, é bem provável que continuará. A boa coisa sobre seres humanos é que eles não mudam muito. Seus filmes falam na maioria das vezes sobre paixões, então, eu acho que seus filmes tem um bom futuro.

Qual é a importância de Buñuel na Escola Surrealista?

Buñuel foi um dos últimos a chegar no Surrealismo, mas ele foi o primeiro surrealista que se tornou cineasta e com uma grande ideia naquele tempo. Então, eu diria que nas diferentes artes do Surrealismo, Você tem Breton na literatura, Magritte nas Pinturas e Bunuel nos filmes.

A vida de Luis Buñuel é atravessada pela rebeldia e pela subversão às tradições mais sagradas. Podemos considerar que toda a sua obra é uma reação contra essas mesmas instituições?

Com certeza, ele era um homem livre que usava o humor para atacar instituições e a ordem social. ele cresceu numa família muito católica e rica na Espanha e foi criado por Jesuítas, isso é o suficiente para fazê-lo um rebelde.

A história do cinema mexicano e espanhol se mistura muito com a de Buñuel, qual a importância dele na Cultura Mundial?

Buñuel permanece como um ícone do cinema no mundo, como Fellini, Berman e Hitchcock. Parece loucura pensar isto, mas ele é como um Deus no mundo do cinema. Um diretor que teve visão para mudar o cinema.

Qual a sua relação com as obras dele?

Eu acho que vi a maioria de seus filmes, e devo dizer que o impacto visual durante o meu crescimento foi tremendo. As imagens, os movimentos de câmera. O ritmo e a estrutura me ajudaram no meu trabalho como diretor de documentários.

Serviço:
Mostra O Cinema de Luis Buñuel – Vida e Obra
Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 1 ( Av. Almirante Barroso, 25, Centro – Metrô: Estação Carioca)
Data: 24  de Agosto à  4 de Setembro de 2016 (terça-feira a domingo)
Horários: Consultar programação
Ingressos: R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia.
Lotação: 78 lugares (mais 3 para cadeirantes)
Bilheteria: de terça-feira a domingo, das 10h às 20h
Classificação Indicativa: consulte programação

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here