Lino [Lino, Brasil, 2016], de Rafael Ribas. Gênero: animação. Elenco: Selton Mello, Paolla Oliveira, Dira Paes.

Lino é um animador de festas muito azarado que não aguenta mais seu emprego, pois precisa vestir todos os dias uma horrorosa fantasia de um gato gigante e aguentar sempre a mesma rotina de maus tratos das crianças. Cansado de tudo e tentando se livrar da falta de sorte que o persegue, Lino resolve buscar a ajuda de Don Leon, um suposto “mago” não muito talentoso, que o transforma justamente no que ele mais queria se livrar: sua própria fantasia! Em sua jornada para reverter o feitiço, Lino será confundido com o “maníaco da fantasia” e passa a ser procurado pela polícia, dando início a uma grande aventura. Em cenas divertidas, dinâmicas e inesperadas, Lino descobrirá um novo amor pelo seu trabalho, pelas crianças e um novo sentido para sua vida.

Critica: https://rotacult.com.br/2017/09/estereotipos-e-cliches-em-lino-uma-aventura-de-sete-vidas/

It – A coisa [It, Estados Unidos, 2016], de Andrés Muschietti (Warner). Gênero: terror. Elenco: Bill Skarsgård, Jaeden Lieberher, Finn Wolfhard.

“IT: A Coisa””, o novo thriller de terror do diretor Andrés Muschietti (“Mama”) e produzido pela New Line Cinema, é baseado no best-seller homônimo de Stephen King, uma das obras mais populares do autor, que tem aterrorizado leitores há várias décadas.
Quando crianças começam a desaparecer misteriosamente na pequena cidade de Derry, no estado de Maine, um grupo de jovens é obrigado a enfrentar seus maiores medos ao desafiar um palhaço maligno chamado Pennywise, que há séculos deixa um rastro de morte e violência.

Critica: https://rotacult.com.br/2017/09/it-a-coisa-usa-de-jumpscares-e-fotografia-assustadora-para-atrair-fas/

Polícia Federal – A lei é para todos [Brasil, 2016], de Marcelo Antunez. Gênero: policial. Elenco: Marcelo Serrado, Antonio Calloni, Flávia Alessandra.

O filme conta a saga da maior e mais bem-sucedida operação de combate à corrupção da história do país – a Operação Lava Jato. Pelo ponto de vista do delegado Ivan (Antonio Calloni) e de sua equipe da Polícia Federal, em conjunto com a força-tarefa do Ministério Público Federal, o longa revela os esforços para desvendar o esquema de lavagem de dinheiro e pagamento de propinas a executivos da Petrobras, empreiteiras, partidos políticos e parlamentares. O thriller mostra ainda o papel decisivo da Justiça para que a investigação não fosse destruída pelas forças políticas envolvidas.

Critica: https://rotacult.com.br/2017/09/filme-sobre-a-operacao-lava-jato-chega-aos-cinemas-com-grande-elenco/

O Jantar [The dinner, Estados Unidos, 2016], de Oren Moverman . Gênero: suspense. Elenco: Richard Gere, Steve Coogan, Laura Linney.

Dois casais se encontram em um elegante restaurante de Amsterdã. Enquanto a comida vai e vem, eles começam a conversar, passando por banalidades da vida até assuntos mais complicados. A discussão chega ao seu limite quando falam sobre seus filhos adolescentes, dois rapazes que estão envolvidos em uma complicada investigação policial.

Critica: https://rotacult.com.br/2017/09/novo-filme-de-oren-moverman-apresenta-trama-complexa-e-de-dificil-solucao/

Até nunca mais [À jamais, França, Portugal, 2017], de Benoît Jacquot (Mares Filmes). Gênero: drama. Elenco: Mathieu Amalric, Julia Roy, Jeanne Balibar.

Jacques Rey (Mathieu Amalric) e Laura (Julia Roy) moram em uma grande casa isolada pelo mar. Ele é um cineasta, enquanto ela atua em performances que cria. Certo dia, Rey morre e sem saber a causa da morte, Laura fica sozinha na casa e, aos poucos vai se perdendo, deixa de ser ela mesma. Porém, alguém está na casa, Rey, seu marido falecido que está lá por e para ela, como um longo sonho que quer que ela sobreviva.

Uma mulher fantástica [Una mujer fantástica, Chile, 2017], de Sebastián Lelio (Imovision). Gênero: drama. Elenco: Francisco Reyes, Luis Gnecco, Aline Küppenheim.
Marina é uma mulher trans. Quando seu parceiro morre, ela se vê diante da raiva e do preconceito da família dele. Ela luta por seu direito de sofrer – com a mesma energia ininterrupta que ela exibiu quando lutou para viver como uma mulher.

Critica: https://rotacult.com.br/2017/09/a-intolerancia-e-a-violencia-da-sociedade-em-uma-mulher-fantastica/

2:22 – Encontro marcado [2:22, Estados Unidos, Austrália, 2017], de Paul Currie  Gênero: thriller. Elenco: Michiel Huisman, Teresa Palmer.

Dylan Branson (Michiel Huisman) é um homem que tem a sua vida permanentemente mudada quando uma série de eventos se repete exatamente no mesmo horário todos os dias, às 2:22 da tarde. Quando Dylan se apaixona por Sarah (Teresa Palmer), uma jovem mulher que tem sua vida ameaçada pelos eventos ocorridos, ele deve resolver o mistério que o cerca para preservar o amor que a vida lhe ofereceu como uma segunda chance.

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here