Ninguém Pode SaberToni Collette e Bella Heathcote estrelam o mais novo thriller da Netflix, baseado no livro de Karin Slaughter. “Ninguém Pode Saber” é mais uma das produções autorais da plataforma que faz uso do suspense para conquistar o espectador, porém falha, com louvor. O roteiro fraco, certamente, não se sustenta durante seus oito episódios.

Cabe a Tony Collette brilhar em cena, sua personagem carrega todo o potencial emocional que falta a todo o resto da série. Infelizmente, falta ao resto da produção talento. A roteirista Charlotte Stoudt até que tenta imprimir uma aura de suspense a série, mas não consegue. Os episódios são preenchidos com correrias inconsequentes e diálogos mecânicos. A minissérie é, literalmente, um grande anticlímax!

A diretora Minkie Spiro não desenvolve as nuances da história que propõe. Ao invés disso, fica na superfície de várias narrativas diferentes, assim, se perdendo completamente.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here