Um dia [Egy nap, Hungria, 2018], de Zsófia Szilágyi (Zeta Filmes). Gênero: drama. Elenco: Zsófia Szamosi, Leo Füredi, Ambrus Barcza.

Anna, mãe de três filhos, está sempre correndo: do trabalho para o berçário, a escola, o balé, a aula de esgrima. Como se não bastasse, ela suspeita que está sendo traída pelo marido. Seus problemas são bastante comuns, mas Anna simplesmente não tem tempo para parar e refletir sobre eles, que se acumulam continuamente, ameaçando esmagá-la. Ela precisa ter muita energia para seguir em frente.

Critica: https://rotacult.com.br/2018/10/um-dia-as-nuances-que-permeiam-a-existencia-da-mulher/

Nasce uma estrela [A star is born, Estados Unidos, 2018], de Bradley Cooper (Warner). Gênero: musical. Elenco: Lady Gaga, Bradley Cooper, Andrew Dice Clay.

Releitura da trágica história de amor, com Lady Gaga e Bradley Cooper, como o experiente músico Jackson Maine, que descobre a artista desconhecida Ally (Gaga), por quem se apaixona. Ela está prestes a desistir de seu sonho de se tornar uma cantora de sucesso… até que Jack a convence a mudar de ideia. Porém, apesar de a carreira de Ally decolar, o relacionamento pessoal entre os dois começa a desandar, à medida que Jack luta contra seus próprios demônios.

Critica: https://rotacult.com.br/2018/10/nasce-uma-estrela-bradley-cooper-e-stefani-germanotta-lady-gaga-como-voce-nunca-viu/

Djon África [Djon África, Brasil, Portugal, Cabo Verde, 2018], de Filipa Reis, João Pedro Miller (Vitrine Filmes – Sessão Vitrine Petrobras). Gênero: drama. Elenco: Miguel Moreira, Isabel Muñoz Cardoso, Patrícia Soso.

Miguel Moreira, também conhecido como Tibars e Djon África, descobre que a genética pode ser cruel quando sua fisionomia – bem como alguns de seus fortes traços de personalidade – o denunciam imediatamente como o filho de seu pai; Alguém que ele nunca conheceu. Esta descoberta intrigante leva-o a tentar descobrir quem é este homem. Tudo o que ele sabe sobre ele é o que sua avó, com quem ele sempre viveu, lhe contou.

Critica: https://rotacult.com.br/2018/10/djon-africa-uma-jornada-sobre-a-vida-em-forma-de-poesia/

Tudo por um Popstar [Tudo por um popstar, Brasil, 2017], de Bruno Garotti (Downtown/Paris). Gênero: comédia. Elenco: Maisa Silva, Klara Castanho, Mel Maia. Classificação: Livre

Baseado no livro de mesmo nome da escritora Thalita Rebouças. O filme é protagonizado por Maisa Silva, Mel Maia e Klara Castanha.

Critica: https://rotacult.com.br/2018/10/tudo-por-um-popstar-quem-nunca-correu-atras-de-seu-idolo-atire-a-primeira-pedra/

Goosebumps – Halloween assombrado [Goosebumps – Haunted halloween, Estados Unidos, 2018], de Ari Sandel (Sony). Gênero: aventura. Elenco: Madison Iseman, Wendi McLendon-Covey, Jeremy Ray. Classificação: Livre

O boneco de Ventríloquo, Slappy, está solto depois que dois meninos acidentalmente abrem um manuscrito inacabado de Goosebumps! Enquanto Slappy cria o caos e dá vida às decorações de Halloween da cidade, as crianças percebem que precisam parar o Slappy antes que seja tarde demais.

Critica: https://rotacult.com.br/2018/10/goosebumps-2-uma-aventura-fantastica-com-pitadas-de-terror/

Cinderela e o príncipe secreto [Cinderella 3D, Estados Unidos, 2017], de Lynne Southerland (Imagem). Gênero: animação. 3D.

Com a ajuda da Fada Madrinha, Cinderela e seus amigos camundongos conseguem escapar do sótão onde vivem para ir ao Baile Mágico no palácio real. Tudo parece perfeito, mas eles logo descobrem um segredo terrível: o verdadeiro príncipe encantado foi transformado em um rato pela Bruxa Má, aquele príncipe no baile não passa de um impostor. Cinderela e seus leais amigos agora embarcam em uma perigosa aventura para derrotar as forças do mal e ajudar o príncipe a voltar a sua verdadeira forma.

Critica: https://rotacult.com.br/2018/10/cinderela-e-o-principe-secreto-quando-a-magia-desde-de-existir/

Amanhã chegou [Brasil, 2018], de Renata Simões (Elo Company). Gênero: documentário. Elenco: Agatha Fernandes, Alexandre Di Ciero, Aline Tristão Bernardes.

Durante muitas décadas, sonho e consumo material foram duas coisas que sempre andaram juntos. Por mais que esta associação de pensamento ainda seja perpetuada na sociedade atual, hoje tenta-se desmitificar a ideia de que dinheiro sempre será poder. Enquanto a escolha do consumidor leva órgãos governamentais a destruírem culturas nativas e o meio-ambiente, algumas instituições tentam fazer diferente.

Minha filha [Figlia mia, Itália, 2018], de Laura Bispuri (Imovision). Gênero: drama. Elenco: Valeria Golino, Alba Rohrwacher, Sara Casu.

A guarda Vittoria, de uma menina de dez anos, está sob disputa de duas mães: a de criação e a biológica, que deseja tê-la de volta. No centro do conflito, Vittoria se vê obrigada a lidar com questões existenciais muito acima do seu nível de maturidade e a fazer uma escolha que a afetará para sempre.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here